Barão de Santa Bárbara - Série Ilustres

No artigo da série “Ilustres Antepassados” de hoje, trago algumas informações sobre uma ilustre figura mineira: João Evangelista de Almeida Ramos, o primeiro e único Barão de Santa Bárbara.

Créditos: Diego Duque
(clique na foto para ampliar)

Nascido em 06 de Maio de 1826, no povoado do Rio do Peixe (atual Lima Duarte, MG), era filho de Manoel Antônio de Almeida Ramos, abastado fazendeiro, dono de metade da “Fazenda da Boa Vista” à época de seu falecimento e de Joana Tereza do Espírito Santo. Era bisneto do português Antônio de Almeida Ramos, genearca dos Almeida na região.

Mudou-se, em algum momento do século XIX, para Santa Bárbara do Monte Verde, Minas Gerais, distrito de Rio Preto (atualmente, elevada a município), onde teve movimentada vida política. Foi casado com Maria Messias Teixeira Guimarães, com quem teve 5 filhos. Após falecimento da primeira esposa, casou-se com Mariana Duque (sobrinha de João de Deus Duque, importante figura política da cidade de Lima Duarte), com quem teve mais 8 filhos.

Barão e Baronesa de Santa Bárbara
Créditos: Alexandre Delgado
(clique na foto para ampliar)

Foi grande proprietário rural da região, sendo dono de quase 4000 mil alqueires de terras, que se estendiam pelas cidades de Juiz de Fora, Lima Duarte e Rio Preto.

Veja também: artigo sobre o filho do barão, Mizael Evangelista Duque, clicando aqui.

Trecho do livro “Memória histórica sobre a cidade de Lima Duarte e seu município”, de Alexandre Miranda Delgado, em que este descreve alguns fatos da vida do barão, contados através de relatos orais:

“Conservou durante toda a vida seus hábitos bucólicos de homem do campo. Conta-se que desconhecidos que desejavam falar-lhe, iam encontra-lo por vezes incógnito, a cavalo, em mangas de camisa, descalço, trajando vestes rústicas; perguntava-lhe o forasteiro se conhecia o Barão, ao que este respondia afirmativamente, adiantando que também estava à sua procura e se dirigia a sua fazenda. Ao chegar, afastava-se por alguns instantes, vestia-se elegantemente, e para surpresa do forasteiro, vinha recebe-lo fidalgamente na sala principal...

Nunca permitiu que se tocasse mesmo de leve num escravo de sua propriedade, fato raro numa época em que era comum alguns senhores dispensarem maus tratos a seus pobres cativos. Escravos houve que, embora pertencentes a outras fazendas, fugiam para sua propriedade em busca de justiça. Abolida a escravatura em 1888, todos os libertos continuaram seus servidores. Há uma passagem que deve ser assinalada: quando faleceu, foi carregado de sua fazenda até Santa Bárbara, distante três léguas, pelo braço de seus libertos, pela vontade espontânea dos mesmos e cada um, na volta, levou um punhado de terra da sepultura como lembrança”.

A seguir, um resumo de sua trajetória:

Em 1864, pertencia a 6ª companhia, da "parada no Rio do Peixe" (atual Lima Duarte), da Guarda Nacional. À época, possuía a patente de "alferes". O "Manoel Antônio de Almeida Reis" que consta na imagem abaixo, especulo que seja seu pai, com o último sobrenome escrito errado. O capitão "Manoel Gonçalves Pires" era marido de sua prima em 1º grau, "Maria Umbelina de Almeida". 

Fonte: Almanak Administrativo, Civil e Industrial - BN Digital

Em 1869, aparece como eleitor na "freguesia de Santa Bárbara".

Fonte: Almanak Administrativo, Civil e Industrial - BN Digital

Em 1870, figura como juiz de paz em Santa Bárbara do Monte Verde.

Fonte: Almanak Administrativo, Civil e Industrial - BN Digital

Em 1874, é listado como "senhor de engenho de cilindro", em Santa Bárbara do Monte Verde.

Fonte: Almanak Administrativo, Civil e Industrial - BN Digital

Em 1880, já com o título de "Capitão", é nomeado para a 6ª companhia do 34º Batalhão da Guarda Nacional.

Fonte: A Actualidade: orgão do 
Partido Liberal - BN Digital

Ainda em 1880, é eleito vereador da cidade de Rio Preto, MG, com 149 votos.

Fonte:  Jornais de Ouro Preto: 
Orgão do Partido Conservador - BN Digital

Veja também: artigo sobre a filha do barão, Fausta Duque de Almeida, clicando aqui. 

Em junho de 1886, é inaugurada a Igreja Matriz de Santa Bárbara do Monte Verde, construída pelo Barão.


Por decreto de 3 de agosto de 1889, recebe o título de "Barão de Santa Bárbara", concedido por Dom Pedro II.

Fonte: Jornal "Diário de Noticías (RJ)" - BN Digital

Em 1893, com a patente de "Major", foi alçado a "Tenente-Coronel" do exército.

Fonte: Minas Geraes: Orgão Oficial dos Poderes do Estado - BN Digital

Em 13 de Julho de 1903, falece João Evangelista de Almeida Ramos, o Barão de Santa Bárbara. Foi sepultado na igreja matriz de Santa Bárbara do Monte Verde.

Fonte: Jornal "O Pharol" - BN Digital

Em 20 de Julho de 1903, é realizada uma missa fúnebre, na matriz de Juiz de Fora, MG, pela alma do Barão.

Fonte: Jornal "O Pharol" - BN Digital

Atualmente, existe um busto do Barão de Santa Bárbara na praça central da cidade de Santa Bárbara de Monte Verde, como pode ser visto abaixo:



Veja também: 

- artigo sobre a filha do barão, Fausta Duque de Almeida, clicando aqui

artigo sobre o filho do barão, Mizael Evangelista Duque, clicando aqui.


Fontes:

- Biblioteca Nacional Digital
- Inventário do Barão de Santa Bárbara, disponível no site "Projeto Compartilhar"
- Livro "Memória histórica sobre a cidade de Lima Duarte e seu município", de Alexandre Miranda Delgado.
- Pesquisa dos genealogistas Diego Duque, Nilza Cantoni, Julio C. Sales, Juliana Schuery;

Compartilhe com seus amigos:


4 comentários :

  1. Muito bom o seu trabalho, como sempre! Muito bom mesmo!

    ResponderExcluir
  2. Muito bom seu trabalho. Queria saber o nome dos filhos do barão de Santa barbara?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Os filhos do barão são:

      - Do primeiro casamento com Maria Messias Teixeira Guimarães:

      Honorio de Almeida Guimarães
      Francisco Evangelista de Almeida Guimarães
      Nominato de Almeida Guimarães
      João Batista de Almeida Ramos
      Manuel de Almeida Ramos

      Do segundo casamento com Mariana Duque de Almeida:

      João Evangelista de Almeida Ramos
      Mizael Evangelista Duque - com artigo e foto nesse link: http://www.fatogen.com/2018/02/mizael.html
      Delphina de Almeida Duque
      Teresa de Almeida Duque
      Gabriela de Almeida Duque
      Fausta de Almeida Duque - com artigo e foto nesse link: http://www.fatogen.com/2018/02/bemvindo-de-almeida-pires.html
      Maria de Almeida Duque
      Militão de Almeida Ramos

      Forte abraço!

      Excluir

@2015-2018 - FATO Genealogia - Desenvolvido por Henrique Filgueiras